Um sabor pode ser uma boa descoberta

A capacidade de distinguir sabores está ligada ao instinto de sobrevivência e às emoções primárias.

O gosto doce é associado a boas e aconchegantes lembranças; o salgado dá ânimo e forças; o ácido remete à coragem; o amargo corresponde aos sentimentos contidos e à tristeza.

Os pratos mais refinados conseguem o equilíbrio perfeito desses cinco sabores e vai além deles, criando contrastes de temperatura, textura e tipos de alimento. É possível sentir tudo isso graças às papilas gustativas. Elas formam a língua, que decodifica os sabores e nos tenta com as delícias da gula.

Ativar o paladar exige apenas atenção.

Nas refeições, antes de tocar nos talheres, olhe o prato e perceba cor, cheiro, textura dos alimentos. Depois, feche os olhos, leve a comida à boca, identifique os temperos e aproveite!!!

Matérias Relacionadas