Será Que Você Está Entre os 40% da População que Tem Mau Hálito e Ainda Não Sabe?

remedios-caseiros-para-halitose-ou-mau-halito-1

Há poucas coisas tão constrangedoras como o mau hálito. Um estudo recente da Associação dos Odores da Boca revela que 40% da população sofre com o problema e que as pessoas raramente se dão conta.

Para piorar a situação, ninguém tem coragem de avisá-las.

Se o problema já estiver instalado, não adianta camuflar com chiclete ou bala, que misturados ao odor só pioram o resultado. O importante é descobrir de onde vem o odor e eliminá-lo.

:: Existem mais de 50 causas…

Limpeza inadequada, gengivite, tártaro, placa bacteriana ou cáries são responsáveis por 90% dos casos.

Por sorte, esses problemas são resolvidos com hábitos simples de higiene, como boa escovação, uso diário de fio dental e visita regular ao dentista.

Saiba também que tudo o que reduz a produção de saliva (cigarro, bebidas alcoólicas e uso prolongado de diuréticos, calmantes, inibidores de apetite, ficar horas sem se alimentar) também pode comprometer o hálito.

 

Além destes fatores, as emoções também alteram o hálito. Nos momentos de tensão, a produção de saliva é reduzida, tornando o ambiente propício para bactérias. O medo, por sua vez produz aftas.

Para combater o mau hálito, é recomendado o seguinte: Não descuide da sua língua quando escovar os dentes. A língua se encontra coberta com projeções semelhantes há pequenos pelos, que quando observados no microscópio parecem com uma floresta de fungos. Sob essa camada, existe espaço para acomodar placas e restos de alimentos que podem causar mau hálito. Para sua limpeza, recomenda-se esfregar a escova de dente suavemente contra a língua ou usar um limpador de língua. Substitua a escova de dente a cada mês e o uso do fio dental após a escovação.

 

Evite os seguintes alimentos e bebidas:

Alimentos como cebola, alho, carne defumada, salame, queijos e atuns.

Bebidas como cerveja, café, uísque e vinho, já que estes deixam resíduos e se aderem à placa dental.

Alimentos que ficam entre os dentes facilmente como doces especialmente os pegajosos.

Cuidados com a dieta. Não apenas se tenta evitar os alimentos acima detalhados, mas é igualmente necessário que a dieta seja equilibrada. Se você tiver uma alimentação rica em proteínas (carne, por exemplo), mas pobre em carboidratos (pão, massas, batatas…), o organismo, na ausência deste último, consome gordura para obter a energia que necessita. Este processo é chamado Cetose e também causa mau hálito. Visite seu dentista regularmente e pratique uma boa higiene oral.

Leve uma escova de dente quando comer fora de casa, já que se você escovar imediatamente após o consumo de alimentos pode eliminar alguns odores. Se você esqueceu a escova pode ir ao banheiro e fazer um bochecho de água agitando bem dentro de sua boca, desta forma você pode remover o cheiro de comida.

Beba suficiente água. A correta hidratação favorecerá a secreção de saliva, a qual contém enzimas protetoras que combatem as bactérias nocivas e o aparecimento do mau hálito. O aconselhável é beber, pelo menos, oito copos de água diariamente.

Visite o médico se a halitose ou mau hálito persiste apesar de ter utilizado remédios caseiros e seguido às recomendações aqui expostas, pois pode significar a presença de alguma doença. Neste sentido, é importante notar que a halitose também pode ser causada por câncer, tuberculose, sífilis, desidratação ou uma deficiência de zinco. Também ocorre com alguns medicamentos, como a penicilamina e o lítio, que também são lugar a desagradável halitose.

 

Você sabia que… O hálito serve para diagnosticar:

Infecções do estômago: Em algumas pessoas com problemas digestivos (como a azia), um simples teste de hálito permite saber se o estômago está “infectado” por Helico-bacter pylori.

Intolerância a lactose: Você pode confirmar o diagnóstico dando de beber uma preparação e, após sua digestão, exalando sobre um aparelho similar ao usado nas espirometrias.

Detectar certos tumores: Cientistas espanhóis estão investigando um teste de hálito que poderia servir para detectar moléculas relacionadas com a presença de um tumor maligno pulmonar.

 

 :: Ajude seu amigo

Se você conhece alguém que tenha mau hálito e está com vergonha de avisar, existe um serviço criado pela ABPO que faz isso por você de uma maneira eficiente e discreta (sua identidade será mantida no mais absoluto sigilo).

>> Consulte: http://www.abha.org.br/sosmauhalito

 

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Matérias Relacionadas