Tudo vibra e tem ressonância sonora…

O Universo é recheado de sons.

Do estrondo do trovão à sutil respiração de uma criança, tudo vibra e tem ressonância sonora, mesmo que as frequências mais altas e mais baixas não possam ser distinguidas por nossos ouvidos.

As orelhas, em forma de concha, captam os sons e acionam um sofisticado mecanismo que envolve músculos, membranas e ossos minúsculos e supersensíveis.

Por ironia da natureza, a melhor forma de aguçar a audição é fazer silêncio e tentar distinguir o máximo de sons internos e externos.

Perceba que todos os sons compõem uma música do cotidiano: a própria respiração, uma canção ao longe, o barulhinho da colher ao mexer a xícara de café, o ronronar do gato, o sinal de que o elevador chegou, buzinas, sirenes…

Matérias Relacionadas